O Medo do Menino


sem luz ou vela
ao desapego
deito às cobertas
e vem o medo

Da curta história
do mal amado
do meu caminho
do meu estrago

Do mal carinho
num mal agrado
de ter sentido
e ter errado

E sem ternura
e sem chorado!
se esquece a dor
se faz errado!!!

E num momento
OU NUM SEGUNDO
EU PERCO O DIA!!
E MUDA O MUNDO!!!

(…)

mas sem resposta,
..e sem segredo..
já vem o sono…

…já some o medo

Johannes Jung, 21.05.2012

-Minha quase paródia de “O medo do menino” de Elias José. Não interpretem demais, já vem o sono 😉

376_n

Anúncios